Jun 29
Optimização nos motores no seu negócio

Seo – search engine optimization uma ferramenta para o sucesso do seu negócio

Se está a ler este artigo, imagino que já tenha ouvido falar de SEO, mas talvez não tenha uma ideia clara do que é, ou de qual a sua importância.

Não se preocupe, porque não está sozinho.

A maioria dos clientes com quem trabalho têm dúvidas sobre esta matéria e questionam-me sobre isto. Neste artigo, vou responder a todas essas questões.

O seu significado, e para que serve, o SEO?

Definição de SEO e para que serve

Antes de mais, importa explicar o que significa SEO. Sendo uma sigla inglesa, lê-se «éss – i – ou».

As iniciais SEO significam Search Engine Optimization, que é como quem diz, “Otimização para os motores de busca”.
Os motores de busca são as plataformas onde – como o próprio nome indica – fazemos buscas na internet. Trocado por miúdos, estou a falar do (gigante) Google, do Bing, do Yahoo, entre outros menos conhecidos.

Portanto, de uma forma resumida, o SEO ajuda-o a subir no ranking dessas plataformas e a ser mostrado numa busca que alguém fizer por algo semelhante àquilo que tem para oferecer.

Ao conseguir aparecer e ser encontrado num oceano de outras ofertas, naturalmente que tem mais possibilidades de vender o seu produto ou serviço.

Por exemplo, se fizer uma busca pela expressão web design, o Google mostra-lhe nada menos do que mais de 12 mil milhões de resultados…

Um desafio dos tempos modernos

Um desafio em tempos modernos

A grande questão dos tempos modernos é: como é que o meu site ou produto pode ser encontrado por estes motores de busca?

Existem duas maneiras, e são ambas gratuitas. A primeira é alguém pesquisar exatamente o nome da sua marca. Se não houver muitas iguais, o mais natural é que apareça logo na primeira página dos resultados da pesquisa.

A segunda forma de alguém encontrar o seu site é procurar por uma designação relacionada, e o motor de busca mostrá-lo ao utilizador. E é aqui que tudo se complica. Porquê? Porque existem ZILLIÕES de resultados na internet que podem aparecer na(s) primeira(s) página(s) do motor de busca, em vez do seu.

Sendo este o panorama, é agora altura de explicar de que forma o SEO – a tal otimização para os motores de busca – o pode ajudar.

O objetivo do SEO é conseguir que a sua marca apareça no topo das pesquisas, e para isso terá de cumprir determinados critérios que os motores de busca têm em conta quando fazem o ranking de resultados.

Afinal, o que devo fazer para aparecer nos resultados das pesquisas?

Regras básicas para criar um bom SEO

Antes de mais, importa saber que existem regras básicas a seguir, tanto na forma como no conteúdo.

Encare o motor de busca como uma pessoa cega que tem de se orientar no seu texto e precisa de certas «ajudas».

Tem de distinguir títulos de parágrafos e de imagens, por exemplo, e perceber claramente em que consiste o seu conteúdo.

A partir daí, saberá se faz sentido recomendá-lo numa listagem para determinada pesquisa.

Na prática, da sua parte, terá de deixar bem claro para os motores de busca em que consiste o seu conteúdo. Em seguida, partilho consigo algumas regras básicas a seguir.

Regras básicas de SEO

Como aparecer nos resultados das pesquisas?

Para isso, crie textos originais (não vale a pena tentar enganar o motor de busca usando conteúdos alheios). Escolha títulos claros e específicos. Defina o «snippet» (texto que resume o artigo, e que aparecerá após o título, numa listagem do motor de busca).

Preocupe-se também em criar textos com bom conteúdo, que incluam palavras-chave ligadas ao tema. E, naturalmente, o bom conteúdo exige um volume de texto considerável. O Yoast SEO (WordPress plugin para trabalhar SEO) recomenda um mínimo dos mínimos de 300 palavras. No entanto, idealmente aponta para textos de 1000 palavras ou maiores. No corpo de texto, deve incluir links para outras páginas do seu site e também para páginas externas, assim como imagens, infografias, etc. que tornem o conteúdo mais completo.

Escolha títulos apelativos e concretos, e tenha o cuidado de, quando define o endereço de cada página, este coincidir com o conteúdo central e não ser demasiado longo. A descrição da página – o chamado «snippet», que aparece nas linhas abaixo do título, numa pesquisa – devem ter cerca de três linhas e referir a palavra-chave principal da página.

A par dos conteúdos, a forma / legibilidade do texto é outro aspeto a otimizar para os motores de busca.

Assim, o texto deve conter frases curtas e incluir palavras de transição, e é importante que seja intercalado por subtítulos entre blocos de texto não demasiado grandes.

Quanto às imagens que vai usar, estas devem estar associadas a legendas, para que possam ser claramente identificadas e até listadas numa pesquisa.

Uma área em constante atualização

SEO é uma área em constante atualização

Neil Patel é um dos gurus do SEO a nível internacional. Aos 16 anos, criou o seu primeiro site, e rapidamente percebeu que ninguém o visitava. Começou então a aprender como aparecer nos resultados das pesquisas, e hoje partilha o seu conhecimento com o mundo.

Na altura, bastava incluir nos conteúdos e nos endereços das páginas as palavras-chave certas, e pouco mais. No entanto, hoje em dia a concorrência é muito maior e os motores de busca tornaram-se mais exigentes.

Assim, os preceitos a cumprir ao nível do SEO têm vindo constantemente a evoluir, e o próprio Google (o gigante entre os motores de pesquisa) vai partilhando as recomendações básicas a seguir.

Os especialistas em SEO acompanham permanentemente esta matéria e trocam-na por miúdos para facilitar a vida aos seus seguidores. Por exemplo, no início do ano, Neil Patel destacou oito estratégias de SEO para conseguir que, em 2019, os motores de busca encontrem a sua marca:

1) Inclua links externos e também internos nos seus conteúdos. Ou seja, ao longo do texto, vale a pena criar ligações para conteúdos de outros sites, mas também do seu próprio site.

2) Escreva conteúdos que incluam as palavras-chave do seu tema, mas isso não basta: terá de ir mais além e proporcionar o melhor conteúdo possível para os seus leitores. O objetivo maior é interessá-los no texto, para que leiam até ao final.

3) Escolha palavras-chave específicas e não genéricas. Terá menos abrangência de público, mas contará com visitantes mais interessados no seu tema, que mais facilmente se tornarão clientes.

4) No que toca a backlinks (ligações de outros sites para o seu), o que importa é a qualidade/relevância do site que faz essa ligação, e não tanto uma grande quantidade de ligações de sites pouco relevantes.

5) Foque-se no utilizador. O objetivo dos motores de busca é que o visitante encontre o melhor conteúdo possível, para dar resposta à sua procura. Portanto, terá de ser essa também a sua missão.

6) Estar no topo da lista do motor de busca não é garantia de sucesso. Um estudo demonstrou que o primeiro resultado da lista apenas consegue 49% dos cliques de quem faz a busca. Os resultados mais abaixo podem conquistar o clique (e o cliente !) se tiverem títulos e conteúdos apelativos e esclarecedores, que melhor sirvam o utilizador.

7) Não atafulhe os seus títulos e conteúdos com palavras-chave, apenas com o intuito de pontuar nos motores de busca. Em vez disso, concentre-se em escrever um bom texto, de tamanho considerável, que inclua naturalmente palavras que façam sentido, e que sirvam verdadeiramente o utilizador.

8) Continue a apostar em SEO, cumprindo as regras básicas.

Será que preciso de SEO no meu site? Claro que sim!

Será que preciso de SEO no meu site? Claro que sim!

Se leu o artigo até aqui, já sabe que o SEO é essencial para que o seu website cative os visitantes e os transforme em potenciais clientes.

Naturalmente, este aspeto é assegurado quando crio um website para um cliente, sempre que estejam envolvidos conteúdos.

Se quiser saber mais detalhes sobre este assunto, basta entrar em contacto comigo.

Informação adicional – Videos

Imagens

1 – Unsplash

2 – Pixabay

3 – Pexels

4 – Google Images

Artigos relacionados

Plugins de SEO para sites Wordpress - otimização dos motores de busca

Quais são os plugins de SEO que devo usar num site WordPress?

Atualmente, utilizar técnicas de SEO (Search Engine Optimization) é imprescindível para obtermos um bom posicionamento nos motores de busca (Google, Bing, Yahoo). Para automatizar as tarefas e facilitar... saber mais →

About The Author

Quem sou eu? Olá, o meu nome é Ana Margarida Mota e sou web & graphic designer. Sou uma pessoa pró-ativa e organizada, com um alto senso de responsabilidade e uma rigorosa ética de trabalho, sempre de forma comprometida e motivada.